Sinal verde para a Coagril: 100% de aprovação em todas as votações da assembleia

Foi uma noite impar para a Coagril. A Cooperativa Agrícola de Unaí, teve todas as pautas com 100% de aprovação na noite da última sexta-feira, 22 de fevereiro, em Assembleia Geral Ordinária (AGO), realizada no Palácio Rural do Parque de Exposições de Unaí. O momento deixou claro que a diretoria da Cooperativa está no caminho certo e ganhou sinal verde para realizar inúmeras ações que vêm de encontro com o crescimento da entidade.

Composta por 338 associados, a Cooperativa Agrícola de Unaí Ltda (Coagril), cuja atuação abrange os Estados de Minas Gerais, Goiás e o Distrito Federal, principalmente nos municípios de Unaí, Bonfinópolis de Minas, Cabeceira Grande e Paracatu que representam um grande potencial econômico na produção agrícola estadual, que por sua vez, refletem no desenvolvimento econômico do Noroeste de Minas.

Assembleia

 

Para apresentar o resultado dos últimos doze meses, a Coagril realizou no dia 22 de fevereiro sua Assembléia Geral Ordinária (AGO), cujo objetivo foi apresentar para apreciação dos cooperados o Balanço do Exercício de 2018, o Plano de Atividades para 2018, estabelecer os honorários da Diretoria e do Conselho Fiscal, além da eleição do Conselho Fiscal e outros assuntos de interesse da Cooperativa. Apresentado pela contadora Núcia Lepesqueur, o Balanço do Exercício de 2018 foi aprovado por unanimidade, bem como o Plano de Atividades para 2018, divulgado pelo vice-presidente, Fernando Werlang da Silveira.

Em relação às cooperativas da região, a Coagril apresentou um dos maiores faturamentos no ano passado em Unaí. Dados do balanço 2018 revelaram o faturamento anual de cerca de um bilhão de reais. Desse valor, o montante de R$ 5.460.819,32 de verba acumulada, ou seja, sobras destinadas à assembleia que foram aprovadas de acordo com a orientação do conselho, sendo: R$ 4.562.819,32 para Reserva de Contingência; R$ 298.000,00 a título de gratificação para os Funcionários; e R$ 600.000,00 para contribuições filantrópicas.

Aplicação do Fates também foi aprovada por unanimidade pelos cooperados de acordo com a proposta apresentada pelo Conselho. Sobre a eleição do Conselho Fiscal, foi informado que quando houver apenas uma chapa os associados podem decidir que a eleição seja secreta ou por aclamação.

Os associados decidiram pela aclamação, sendo eleitos por unanimidade os conselheiros efetivos José Donisete Vidotti, Alcir Luiz Mello Copetti e Cheila Pires Tonin; e os conselheiros suplentes Donacir Caetano, Erley Katsuhiko Ihara e Cristiano Grandi. Também foi votada e aprovada pelos associados, por unanimidade, a fixação dos honorários administrativos.

Segundo o diretor executivo, José Mário Kazmirczak, o Juca da Coagril, houve um crescimento de 14,19% na recepção de café, milho e soja, e o setor de negócios iniciou um novo formato com a melhoria da gestão e profissionalização dos representantes técnicos de venda. Segundo ele, os fatos relevantes foram a construção do Trevo de acesso à Cooperativa, pela Rodovia BR 251; o asfaltamento da área de estacionamento interno, com a colocação de toldos para proteção dos veículos; a contratação de início das obras para o aumento da capacidade de recepção e secagem de grãos, com previsão de funcionamento para março/2019; destacando o alcance do desafio de faturamento para 2018, com marca de R$ 1.061.174.539,38. “Planejamento estratégico, posicionamento institucional, organograma, políticas de gestão e criação do comitê de gestão foram os pilares que sustentaram a reorganização administrativa, considerada necessária para as pretensões de crescimento e negócios da Coagril”, citou Juca.

Em 2018, entrou em operação um grande investimento realizado pela Coagril, integralmente com capital próprio, em valor superior a R$ 4 milhões, que é a ampliação do sistema operacional de recepção de soja e milho, como o de aumentar a capacidade de recepção de grãos, proporcionando aos cooperados mais agilidade na descarga de cereais, dando um saldo das moegas de 480 toneladas, para 500 toneladas.

Investimentos nas pessoas

 

O presidente José Carlos Ferrigolo destacou que os melhores investimentos realizados pela cooperativa em 2018 foram nas pessoas, ou seja, a cooperativa investiu em profissionais para cuidar e ampliar os seus negócios, mencionando os investimentos em programas de qualidade via consultorias, para obter maior segurança na gestão tanto financeira quanto estratégica da cooperativa.