Um jeito diferente de contar a Paixão de Cristo

O Grupo Teatral Fênix apresentou durante o mês de março um espetáculo diferente do habitual quando o assunto é o martírio que Jesus sofreu na sua crucificação. O espetáculo “Paixão de Cristo Segundo o Povo Conta”, traz uma linguagem contemporânea e faz o público pensar fora da caixa.

“Com 6 atores em cena demos vida aos principais personagens da história bíblica. O texto foi livremente inspirado no evangelho de Lucas e ainda trouxemos uma linguagem circense para essa importante história”, revelou Cesar Junior, diretor do espetáculo e presidente do Grupo Teatral Fênix.

Os Ladrões

Prova de que a encenação é fruto para reflexão, ao invés de atores representando o mau e o bom ladrão, foi montado um cenário que retrata a atualidade em que se encontra o mundo. De um lado imagem de políticos, do outro, pessoas que se encontram em área crítica e necessitam de doações para comer e muitas vezes são presas por roubarem comida.

Circense

A linguagem de circo não retrata comédia, e sim a magia, o figurino, corpo, voz. Tudo isso atraiu mais a atenção do público e proporcionou uma melhor atuação dos atores, que puderam representar mais de um personagem, uma aposta do Fênix que deu certo.

Tradição

O espetáculo “Paixão de Cristo Segundo o Povo Conta”, não é novidade. Esse jeito diferente de contar essa história tão importante é apresentado há mais de 15 anos com o mesmo propósito, ganhando poucas alterações no texto.

O espetáculo foi apresentado no teatro de bolso J&J, na sede do Grupo Teatral Fênix. O espaço tem capacidade para 50 pessoas e teve um bom público em todas as apresentações.

Reportagem e fotos: José Ney Lopes

Conteúdos Relacionados

Ao ar livre: Diretoria da ACE e CDL Unaí se reúne no Museu

Atendendo ao convite do diretor do Museu Municipal de Unaí, Luiz Anselmo de Sá, ...

Elas chegaram: Presenteie sua amada no dia Internacional da Mulher

Você vai se encantar com a variedade e beleza das inúmeras orquídeas que estarão ...