Casal de idosos chega a óbito por COVID-19 em Unaí

Uma família devastada! Um casal de idosos acometido pelo coronavírus há menos de um mês teve a doença agravada e precisou fazer uso de UTI e veio a óbito. O Portal Unaí, em respeito aos familiares, não irá divulgar o nome do casal e nem fotografias, o senhor, que tinha 90 anos, era hipertenso, cardiopata e usava marcapasso. Ele faleceu na última sexta-feira, 10 de julho. Já sua esposa, que tinha 74 anos, faleceu na manhã dessa segunda-feira, 13 de julho, e convivia também com comorbidades como hipertensão, diabetes e hipotiroidismo.

Esse cenário de duas mortes em um curto espaço de tempo mostra a devastação que a COVID-19 pode ocasionar numa só família. Unaí apresenta um boletim preocupante, que eleva o patamar da cidade a uma situação crítica e descontrolada. Em apenas um mês saltou de zero para 4 mortes, de 268 para 685 casos confirmados, e de 944 para 2.702 casos suspeitos. Os casos curados que eram 226, hoje conta com 494 pessoas.

A diferença entre a vizinha Paracatu é gritante nos boletins oficiais das prefeituras do dia 13 de julho. Os números de Unaí chegam a quase o dobro de Paracatu, que no início da pandemia chegou a ter três vezes mais contaminados que em Unaí.

Calamidade Pública

O Prefeito de Unaí, decretou na manhã dessa segunda-feira, 13 de julho, estado de calamidade pública no município. Segundo ele, o governo teve que tomar essa decisão para facilitar o combate a COVID-19. O pedido foi encaminhado para a Assembleia de Minas Gerais para validar o decreto do chefe do executivo de Unaí.

Atendimento Precoce

Os médicos, Doutor Joaquim e Doutor Juliano, estão empenhados em minimizar o impacto da doença na saúde dos unaienses, e há uma semana adotaram um protocolo de medicação como prevenção até mesmo em quem não foi testado positivo para a COVID-19, mas que apresenta todos os sintomas. Essa medicação tem como objetivo barrar a evolução da doença para estágios mais elevados e até mesmo a morte.

Foi montado também um espaço no Parque de Exposições de Unaí somente para atendimento a suspeitos de ter contraído o vírus. Só ontem, segunda-feira (13), foram realizados 118 atendimento e 9 diagnósticos positivos para a COVID-19 no local.

Hoje, 14 de julho, dos 10 leitos de UTI Intensilife (Santa Mônica), 5 estão ocupados, sendo 3 pacientes de Unaí, um de Paracatu e um de São Gotardo. A Ala COVID, no Hospital Municipal, tem 10 leitos ocupados dos 20 disponíveis.

Reportagem: José Ney Lopes
Foto: Ilustrativa