Convales sedia reunião técnica de gestão de resíduos sólidos urbanos

    Compartilhe

    O Convales – Consórcio de Saúde e Desenvolvimento dos Vales do Noroeste sediou nesta terça-feira, dia 25, na sua sede em Arinos, uma reunião técnica para tratar da gestão dos resíduos sólidos urbanos produzidos no Noroeste Mineiro.

    Após as boas vindas, o prefeito de Arinos e presidente do Convales, Carlos Alberto Recch Filho, externou a imensa vontade que possuía de implantar a coleta seletiva em seu município e relatou as várias tentativas realizadas por outros gestores e até por ele mesmo em meados de 2005 durante seu primeiro mandato, o que só está sendo possível agora, graças a um edital do Governo de Minas, o qual Arinos foi selecionado. “Através da orientação técnica do Gessois, a administração de Arinos está trabalhando para implantá-la e melhorar a qualidade de vida da comunidade local”, disse Recch.

    O prefeito disse que chamou os demais municípios através do Convales para que as ações na busca pela melhoria da qualidade de vida e para proteção ao meio ambiente sejam realizadas conjuntamente e beneficie toda a região. Além de atender a legislação.

    A secretária executiva do Convales, Dayane Fabrícia, destacou que a gestão correta dos resíduos sólidos é um assunto recorrente e que chegou o momento de atuar na execução, com ações que vão de encontro com a realidade de cada município e viabilizar, via consórcio, o desenvolvimento regional de forma eficiente e eficaz.

    Durante a reunião, Paulo Vitor, coordenador do Instituto, apresentou as possíveis soluções, desde a mobilização da população até a comercialização dos recicláveis e tratamento da matéria orgânica, bem como de implantação e operação de aterros sanitários. Paulo Vitor apresentou ainda sugestões para o consorciamento considerando a construção de duas estações de transbordo, sendo uma em Arinos e outra em Bonfinópolis de Minas.

    A reunião contou com a presença de lideranças e técnicos de 15 municípios da região e foi coordenada pelo Gessois – Instituto de Gestão de Políticas Sociais. Para Recch, a participação efetiva dos municípios foi o ponto alto da reunião. “Um sinal claro de que os demais gestores estão preocupados com a causa”, afirmou ele.

    Reportagem: Rubens Martins

    Fotos: José Ney Lopes